Eu sou o que tu és!

5 Dezembro, 2017

Tu és vibração e sensação! Eu sou o que tu és!

Eu sou a expressão e a excitação; tu és o que eu sou.

O som e as centelhas da lenha na fogueira.

 

Os números aquecem os lábios, da criançada geometrizada.

As letras brotam brilhos nos olhos, da criançada geometrizada.

 

Som A B, som 2 1, som 4 3 – som, wow! pum! zero oooooooooooo…

Som penetrante e geometrizado!

A excitação da representação.

 

Eu sou o zero! O morto da eterna presença.

Zero oooooo presente!

 

Tu és vibração e sensação! Eu sou o que tu és!

Eu sou a expressão e a excitação; tu és o que eu sou.

O som e as centelhas da lenha na fogueira.

 

Tu és o um! O mais desejado – me excita o positivo;

representas e comandas ímpares, te expressas e brincas com os pares;

sou unidade e fragmentação do calor e do frio, apenas dotado para escalonar e fragmentar – adoro a descomplicação!

 

Conhecem-me? – Eu sou o, dois!

Sou apetecível por ser negativo; simbolizo um dueto; adoro e me excito na companhia – se me aborrecem, se me estorvam, apenas será uma parte de mim, que fica sem brilho.

Comando os pares e brinco com os ímpares.

Na corda, sou apenas o dois, um saltita com um ou dois pés!

 

Tu és vibração e sensação! Eu sou o que tu és!

Eu sou a expressão e a excitação; tu és o que eu sou.

O som e as centelhas da lenha na fogueira.

 

Eu sou o A, comando as vogais e os primeiros AAAAAAAAAA!

 

Eu cá sou o B, tenho um batalhão de consoantes……Upa!

 

Eu sou o branco que agita o preto e o preto que excita o branco – uma nuvem cinzenta transparente.

Não desconhecemos a policromia!

Tudo de mim, serei!

 

Eu sou o verde de quem vive na esperança. Tudo de mim, serei!

Eu sou o vermelho – a vossa energia. Tudo de mim, serei!

Eu sou o azul – lhes entrego a minha paz. Tudo de mim, serei!

Eu sou amarelo – Sou transparente. Tudo de mim, serei!

Eu sou roxo – mas conheço a monocromia. Tudo de mim, serei!

Tu és vibração e sensação! Eu sou o que tu és!

Eu sou a expressão e a excitação; tu és o que eu sou.

O som e as centelhas da lenha na fogueira.

 

Magriço, alto, gorda, baixa – o dom de geometrizar!

Tudo de mim, serei!

 

Tu és vibração e sensação! Eu sou o que tu és!

Eu sou a expressão e a excitação; tu és o que eu sou.

O som e as centelhas da lenha na fogueira.

 

Ao partilhar a minha página, está a partilhar expressas emoções – grato!

Ver Mais Letras Musicais

 

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *