“A Magia dos Anjos do Natal”

5 Dezembro, 2017

Na montanha há uma grande derrocada e o gelo dificulta os trabalhos dos homens, o comboio está parado. Felizmente não há vítimas a lamentar!

O Pai Natal está impaciente, fez as renas repousar por exaustão.
Agora preocupado… porque faltam apenas 3 horas para a noite Santa – O cantar da anunciada!
Na aldeia as chaminés foram limpas, porque as regras instituídas obrigam que elas estejam desobstruídas de gorduras, cinzas, ninhadas e especialmente de toxinas geradas pelo monóxido de carbono que é um gás venenoso e que não tem cheiro nem sabor!
Aos que não cumprem as regras, o Pai Natal simplesmente não deixa as correspondentes ofertas e deixa um postal com um pinheirinho curvado e triste, também uma mensagem num grande autocolante colado no centro da porta principal da casa e escrita com tinta vermelha fluorescente: – “A negligência é um risco e penaliza especialmente os meus queridos que eu amo e que me amam – No próximo ano veremos!”.
No entanto a lenha queima suavemente, os gases são canalizados e o calor se espalha nos recantos da casa e no espírito natalício de todos. Crianças e mesmo os adultos estão eufóricos… tanto pelas prendas como pela ceia sagrada em família.

No entanto, o Pai Natal está triste e muito pensativo e exclama tocando as suas barbas: – “Que pensarão de mim?
– O Comboio na anda e já falta menos de uma hora para distribuir tanta prenda!
Mas o Pai Natal é iluminado pelas estrelas que cintilam no céu…

Para surpresa de todos, uma nave cintilante se aproxima, dela saem uns anjos que carregam as ofertas e muitos livros envoltos em papel celofane colorido e com um laço cruzado, destinados aos mais pequeninos, aos adolescentes e adultos. Os anjos perante o espanto do Pai Natal carregam todas as prendas e as colocam na nave – O Pai Natal agradece a boleia, os anjos estão felizes e o compromisso é cumprido para glória de todos!

Os anjos entoam cânticos e com a missão cumprida despedem-se do Pai Natal, deixando-o na sua casa na Lapónia e este feliz canta: Oh, oh, oh… Hosana!… Hosana… Hosana… Paz, amor e concórdia entre os homens!

Renasce a esperança, renova-se a fé e o Pai Natal e seus fãs são imortais!

 

Ao partilhar a minha página, está a partilhar expressas emoções – grato!

Ver Mais Historietas – Contos

 

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *